Artrodese minimamente invasiva

O termo artrodese se refere genericamente à fusão articular realizada através de procedimentos cirúrgicos. As artrodeses da coluna podem ser feitas para tratar diversas patologias, onde se exija estabilização entre as vértebras como no caso de fraturas, ressecções de tumores, tratamento de deformidades da coluna e descompressões mais amplas do sistema nervoso por estenose de canal que levam a instabilidade e diversas outras patologias da coluna que levam à instabilidade entre as vértebras e consequente dor e danos a nervos e medula.

Tecnicamente pode ser realizada através de várias técnicas, mas de uma forma geral como em qualquer articulação, devem ser ressecadas as cartilagens das duas superfícies articulares que se articulam e exposto osso abaixo delas, e colocação de enxerto ósseo, natural ou sintético, para que se for uma ponte óssea entre as duas superfícies articulares. Para que essa ponte se forme e consolide adequadamente é necessária estabilização da região através de implantes, como parafusos e hastes, que mantém o posicionamento ideal da articulação enquanto ocorre o processo de fusão ou artrodese.

Devido ao dano muscular causado pelo acesso cirúrgico a região que vai ser artrodesada e implantada parafusos e hastes, mais recentemente tem sido desenvolvidas técnicas menos invasivas para sua realização com menor lesão dos tecidos e preservação do suprimento sanguíneo e nervoso, com melhor recuperação no pós operatório e menor sangramento durante a cirurgia. Esta cirurgia é chamada de artrodese minimamente invasiva. Nela são utilizados guias, dilatadores  e afastadores em forma de tubos, introduzidos através de pequenas incisões na pele. Estes dilatadores afastadores evitam a necessidade de destacar a musculatura de suas conexões ao osso, como é necessário nas técnicas convencionais. Através desses afastadores tubulares são realizados procedimentos bastante semelhantes ao padrão, com ressecção de cartilagens, colocação de enxerto ósseo e implantação de parafusos e hastes, assim como a realização da descompressão de estruturas neurais, mas com mínima lesão e sangramento. Para maior precisão da cirurgia são utilizados aparelhos de radiografias peri-operatórias e métodos de magnificação de imagens e iluminação, como lupas, microscópios cirúrgicos e câmeras de vídeos.

Contato





Informe o dia de sua preferência.
Entraremos em contato para confirmar a disponibilidade.