29|09|2017

Yoga e a manutenção da saúde da coluna

Praticar exercícios físicos é essencial para a manutenção de uma vida saudável e uma ótima maneira de preservar a saúde da coluna. O sedentarismo leva à má postura e, não raramente, é a porta de entrada de patologias na coluna vertebral.

Indicar a melhor prática física para quem trata de dores e incômodos ou simplesmente quer sair do sedentarismo pode ser complicado.  Algumas modalidades, no entanto, são muito úteis para fortalecer a musculatura da região lombar. A yoga é uma delas.

A prática da yoga

Originária da Índia, onde começou a ser praticada a cerca de 4.000 anos, a Yoga tem seu lugar no Ocidente há bastante tempo.  No Brasil, estima-se que já existam mais de meio milhão de praticantes das diversas modalidades deste exercício.

A Yoga consiste em uma série de exercícios que trabalham a respiração (pranayamas), a postura física (asanas) e contração da musculatura abdominal e do assoalho pélvico (bandhas).  A filosofia associada ao exercício prega o equilíbrio entre corpo e mente, olhando o indivíduo de maneira holística. Assim, além dos benefícios físicos, a Yoga é associada ao relaxamento da tensão muscular e melhora da postura.

Existem várias modalidades de Yoga. No Brasil, os mais populares são:

– Ashtanga: Conhecida como “power yoga” por trabalhar com posições que dão força e vigor. Indicada para atletas ou pessoas totalmente recuperadas de lesões na coluna que busquem exercícios mais fortes.

– Iyengar: Mais suave que a Ashtanga, foca em alinhamento apropriado e movimentos precisos. Indicada para pessoas que sofrem de dores nas costas e pescoço ou desejam aumentar a flexibilidade.

– Viniyoga: adaptável a cada praticante, essa modalidade é a mais indicada para quem está fazendo um tratamento de coluna, pois os exercícios serão adaptados as necessidades e limitações.

Praticando Yoga no dia a dia

Em 2011, o Group Health Research Institute fez uma pesquisa que prova a eficiência da prática de Yoga no tratamento de problemas de coluna. As posturas e os exercícios de respiração auxiliam no relaxamento dos músculos. Com isso, a contração sobre as vértebras diminui e as dores, em especial as lombares, são bastante aliviadas.

Ao mesmo tempo, as posturas são muito focadas em toda a região lombar, reforçando essa musculatura, além dos braços e pernas. Muito mais que um resultado estético, a Yoga apresenta benefícios para o funcionamento do corpo.

O reforço da musculatura lombar e pélvica ajuda no realinhamento da postura e na redistribuição do peso do corpo. No caso de pacientes que se recuperam de alguma lesão, esse fortalecimento é essencial para uma reabilitação completa e para evitar novas dores. Para pacientes que sentem incômodos, é um excelente complemento de tratamento, que realinha a postura e alivia as contrações musculares.

A Yoga como prevenção

O ideal é que os exercícios físicos sejam praticados antes que qualquer dor ou lesão apareçam. A prática cotidiana deste tipo de atividade previne doenças como depressão, condições cardíacas, diabetes e problemas de coluna.

Para pessoas que não apresentam sintomas de doenças da coluna, a Yoga é uma excelente prática preventiva. Além de trabalhar o corpo, realinhando a postura após um dia sedentário, e melhorar a respiração no cotidiano, a Yoga é uma fonte de equilíbrio emocional.  Os exercícios são recomendados para alívio de tensão e ansiedade e há uma série de estudos sobre o efeito da Yoga em doenças como Câncer ou Síndrome do Pânico.

Devo praticar Yoga?

Se você está em busca de uma prática para alívio de dores de coluna ou complementar à tratamentos de coluna, a Yoga pode ser uma alternativa recomendada. No entanto, antes de iniciar qualquer prática, é importante fazer uma avaliação médica. Use  roupas, calçados e acessórios adequados. Procure a orientação de um profissional para executar os exercícios de maneira correta. E em caso de dores, procure o médico imediatamente.